Falso 'New York Times' anuncia fim da guerra no Iraque

Edição de 14 páginas, datada de 4 de julho de 2009, trazia desculpas de Condoleezza Rice e acusações a Bush

Da Redação, estadao.com.br

12 de novembro de 2008 | 16h14

Uma falsa edição do jornal The New York Times chegou às ruas dos Estados Unidos nesta quarta-feira, 12, anunciando o fim da guerra do Iraque. Na capa, datada de 4 de julho de 2009 (aniversário da independência americana), via-se uma reprodução fiel do diário, com uma exceção: ao lado do logo da publicação aparecia a mensagem "todas as notícias que esperamos imprimir."   Reprodução   A manchete - "Termina a guerra no Iraque" - trazia ainda desculpas da secretária de Estado, Condoleezza Rice, por "mentiras", acusações ao presidente George W. Bush e o anúncio de um novo pacote econômico. O grupo Yes Men, autor da farsa, disse que a edição, que tem 14 páginas, levou seis meses para ficar pronta e teve uma tiragem de 1,2 milhões de cópias, informa o site nova-iorquino Daily News.   Os responsáveis pela peça criaram um site chamado "Because We Want It" (porque nós queremos isso, em inglês) citando uma declaração de um dos jornalistas do New York Times que disse que a falsa edição "é um grande elogio" ao jornal americano.

Tudo o que sabemos sobre:
New York TimesEUAguerra do Iraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.