Famílias de detidos no Paquistão 'passam por dificuldades'

Cinco americanos de Washington foram presos no país asiático tentando se juntar a grupos terrorostas

Associated Press,

11 de dezembro de 2009 | 18h25

O porta-voz de uma mesquita da região de Washington afirmou que os familiares dos cinco americanos detidos nos Paquistão após admitirem que queriam se juntar a grupos terroristas estão passando por "grandes dificuldades".

 

Durante uma entrevista coletiva na mesquita do Círculo Islâmico da América do Norte, o porta-voz Essam Tellawi pediu que as pessoas rezem pelas famílias. Segundo o funcionário, a pequena comunidade da mesquita em Alexandria tem o foco no modo como as crianças são criadas e no ensino de tolerância.

 

Os cinco foram dados como desaparecidos por suas famílias na semana passada. O Departamento de Estado diz que ainda não está claro se eles quebraram quaisquer leis paquistanesas ou americanas durante a viagem ao Paquistão.

Tudo o que sabemos sobre:
PAquistãoterrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.