FBI confirma morte de um dos 'terroristas mais procurados' de sua lista

EUA ofereciam US$ 5 milhões pela prisão de Bin Hir, um membro malaio do grupo militante Jemaah Islamiah, ligado à Al-Qaeda

O Estado de S. Paulo

01 de abril de 2015 | 17h53

WASHINGTON  - O FBI (polícia federal americana) confirmou nesta quarta-feira, 1º, que Zulkifli bin Hir, um dos "terroristas mais procurados" de sua lista, foi morto numa ofensiva nas Filipinas em janeiro.

O FBI oferecia US$ 5 milhões pela prisão de Bin Hir, um membro malaio do grupo militante Jemaah Islamiah, ligado à rede terrorista Al-Qaeda, que esteve por trás de numerosos ataques a bomba nas Filipinas. / REUTERS                

Tudo o que sabemos sobre:
EUAFBIZulkifli bin Hir

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.