FBI investirá US$ 1 bi para criar maior base de dados do mundo

Órgão já armazena imagens para utilizar como ferramenta adicional para identificar as pessoas

EFE

05 de fevereiro de 2008 | 01h43

O FBI (Polícia federal americana) anunciará nos próximos dias a adjudicação de um contrato de US$ 1 bilhão para criar uma gigantesca base de dados com informação física dos cidadãos, informou a "CNN". Esta base de dados incorporará informação biométrica para estabelecer a identidade das pessoas segundo seus traços físicos, com o objetivo de identificar melhor criminosos e terroristas. No entanto, esta iniciativa gerou preocupações entre os grupos defensores das liberdades civis sobre a privacidade dos cidadãos. Kimberly Del Greco, chefe da seção de Serviços Biométricos do FBI, afirmou à "CNN" que reunir essa informação é importante para proteger as fronteiras, proibir a entrada de terroristas e oferecer segurança aos cidadãos, para que eles possam ter um bom trabalho e segurança no lugar onde vivem. Para os que se opõem ao programa, a futura base de dados vai possibilitar que o FBI vigiar permanente a sociedade. "É o começo de uma sociedade vigiada, na qual qualquer um pode ser rastreado em qualquer lugar e em qualquer momento, e na qual todos os seus movimentos e possivelmente todas as suas atividades serão seguidas, anotadas e comparadas", advertiu Barry Steinhart, diretor da União de Liberdades Civis dos EUA (ACLU), em entrevista à "CNN". O FBI já conta com 55 milhões de impressões digitais e nos próximos anos quer acrescentar dados sobre a palma das mãos, cicatrizes, tatuagens, características dos olhos e dos traços faciais das pessoas. A idéia é combinar várias peças de informação biométrica para conseguir identificar com mais possibilidades de acerto um potencial suspeito. O FBI já começou a acumular imagens que espera poder usar em breve como ferramenta adicional para identificar as pessoas.

Tudo o que sabemos sobre:
FBIEstados Unidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.