FBI prende 44 por corrupção e lavagem de dinheiro nos EUA

Entre os acusados estão dois prefeitos, rabinos e o presidente da Assembleia Legislativa de Nova Jersey

Associated Press,

23 de julho de 2009 | 12h26

O FBI - a Polícia Federal americana - prendeu nesta quinta-feira, 23, prefeitos, vários rabinos e outros políticos suspeitos de corrupção no Estado de Nova Jersey. Eles são acusados de lavagem de dinheiro.

Entre as 44 pessoas presas estavam o prefeito de Hoboken, Peter Cammarano III, o prefeito de Secaucus, Dennis Elwell, a vice-prefeita de Jersey, Leona Beldini, e os parlamentares Daniel Van Pelt e L. Harvey Smith. Van Pelt é presidente da Assembleia Legislativa do estado.

 

Outro acusado, o prefeito de Ridgefiled, Anthony Suarez, é acusado de acetar um pagamento ilegal de US$ 10 mil (pouco menos de R$ 20 mil) em dinheiro para seu fundo de defesa legal.

 

O governador de Nova Jersey, Jon Corzine, disse que "toda corrupção é inaceitável, em qualquer lugar e a qualquer hora". Para Corzine, "o nível de corrupção que se vê conforme os casos se desenvolvem é indigno e não pode ser tolerado".

 

Mais de vinte pessoas foram levadas a uma delegacia do FBI, a polícia federal dos EUA, em Newark na manhã desta quinta. Um agente escoltou um rabino de idade avançada até o prédio enquanto outro cobria seu rosto com um chapéu.

De acordo com a promotoria pública de Nova Jersey, os acusados lavavam grandes quantias de dinheiro. Uma coletiva de imprensa deve ser marcada para esta quinta-feira sobre o caso.

Tudo o que sabemos sobre:
CorrupçãoEUANova Jeersey

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.