FBI prende gângster James 'Whitey' Bulger, foragido há 17 anos

Criminoso, um dos mais procurados pela polícia norte-americana, inspirou personagem de Jack Nicholson no cinema

Reuters

23 de junho de 2011 | 14h24

WASHINGTON - Procurado há 17 anos, o gângster James "Whitey" Bulger foi preso nessa quarta-feira, 21, pelo FBI. Bulger é um dos mais procurados pela polícia norte-americana. A prisão ocorreu durante uma operação realizada em Santa Mônica, na Califórnia. Sua mulher, Catherine Greig, de 60 anos, também foi presa.

Foto: AP/FBI

O ex-fugitivo, de 81 anos, é acusado de cometer 19 assassinatos nas décadas de 1970 e 1980, e pelos crimes de tráfico de drogas, extorção e lavagem de dinheiro. A história de Bulger inspirou o personagem do ator Jack Nicholson no filme 'Os Infiltrados', de Martin Scorsese.

Já sua mulher passou a ser procurada por dar abrigo a um fugitivo. "A publicidade recentemente divulgada [sobre o casal] gerou pistas que levaram os agentes a Santa Mônica, onde localizamos Bulger e a mulher em sua casa", disse o agente especial do FBI, Richard DesLauries.

As autoridades americanas haviam oferecido recompensa de US$ 2 milhões por informações que levassem ao gângster e US$ 100 mil pelo paradeiro de Catherine Greig. Bulger foi incluído na lista das 10 pessoas mais procuradas pelo FBI em 1999.

O casal deve comparecer a um tribunal federal na Califórnia em breve.

 

Tudo o que sabemos sobre:
gângsterJames 'Whitey' BulgerFBI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.