Reuters
Reuters

Ferido, suspeito pode não ser interrogado, diz prefeito de Boston

Dzhokhar Tsarnaev, 19 anos, está em estado muito grave em um hospital após ter sido capturado

Reuters

21 de abril de 2013 | 13h40

O prefeito de Boston, Tom Menino, disse neste domingo que as autoridades podem nunca serem capazes de interrogar o suspeito do ataque à bomba na Maratona de Boston, que está gravemente ferido e incapaz de se comunicar após uma perseguição policial na sexta-feira.

Dzhokhar Tsarnaev, 19 anos, está em estado "muito grave" em um hospital de Boston após ter sido capturado na noite de sexta-feira, disse Menino ao programa "This Week", da rede ABC. "E nós não sabemos se vamos um dia ser capazes de interrogar o indivíduo."

O irmão de Tsarnaev, Tamerlan, 26, foi morto em um tiroteio com a polícia no início da sexta-feira, após a polícia buscar os responsáveis pelas duas explosões na segunda-feira que mataram três e feriram 176 pessoas.

O senador dos EUA Dan Coats, membro do Comitê de Inteligência, disse que é questionável se Tsarnaev será capaz de falar novamente.

"A informação que temos é que houve um tiro na garganta", disse Coats ao programa da ABC. "Isso não significa que ele não pode se comunicar, mas agora acho que ele está em uma condição em que não podemos obter qualquer informação dele."

(Por Doina Chiacu e Susan Cornwell)

Tudo o que sabemos sobre:
EUABOSTONSUSPEITOINTERROGAR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.