Filho de Bobby Kennedy quer vaga de Obama no Senado

Ele poderá seguir os passos do pai, que se tornou senador, antes de tentar a presidência em 1968

Efe,

21 de maio de 2009 | 23h03

Chris Kennedy, um dos 11 filhos de Robert F. Kennedy, estuda disputar a cadeira do Senado por Illinois na vaga deixada por Barack Obama quando se tornou presidente dos Estados Unidos.

 

A emissora CNN informou que, atualmente, Chris Kennedy, um empresário radicado em Illinois, está fazendo as gestões e criando uma organização que o ajude a chegar ao Senado, porque, segundo as

fontes citadas pelo canal, "está considerando seriamente" a ideia. Chris Kennedy, que nasceu em 1963, é presidente da companhia Merchandise Mart em Chicago.

 

O porta-voz do empresário, Kasey Madden, ressaltou que, por enquanto, não há data para anunciar a decisão. O assento deixado vago por Obama em janeiro de 2009 foi ocupado de forma temporária por Roland Burris, que foi designado pelo então governador de Illinois, Rod Blagojevich, para substituir o presidente.

 

No entanto, a nomeação de Burris nunca contou com o apoio da cúpula democrata devido às conexões com Blagojevich, que sofreu impeachment devido a irregularidades econômicas e éticas vinculadas

à indicação e a anteriores administrações de sua gestão.

 

Se Chris Kennedy chegar ao Senado, seguiria os passos do pai, que foi senador por Nova York antes de tentar a Presidência, em 1968, em uma campanha durante a qual foi morto.

 

Há outros dois Kennedy no Congresso dos Estados Unidos: o senador Edward Kennedy (Massachusetts), que luta contra um câncer de cérebro, e o representante Patrick Kennedy, filho de Edward, que ocupa uma cadeira na Câmara Baixa pelo estado de Rhode Island.

Tudo o que sabemos sobre:
KennedysenadorIllinois

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.