Flórida declara estado de emergência por furacão Ike

Além de Bahamas e Cuba, fenômeno pode atingir sul da península americana na terça-feira

Efe,

05 de setembro de 2008 | 14h59

O governador do Flórida, Charlie Crist, declarou estado de emergência nesta sexta-feira, 5, diante da ameaça do furacão Ike, que poderia afetar o sul desta península americana na próxima semana, após atingir Bahamas e Cuba. A ordem emitida por Crist permite "buscar ajuda direta de qualquer das agências do governo americano" e dos organismos locais, estaduais e regionais.   Veja também: Hanna se aproxima dos EUA; furacão Ike chega a categoria 3   Imagem mostra a tempestade tropical Hanna à esquerda e Ike avançando no Atlântico. Foto: AP   O Ike é um ciclone "extremamente perigoso", de categoria 3, que avança nesta sexta para as Bahamas com ventos de 195 km/h, que pode seguir para o sul da Flórida. Segundo projeções, o fenômeno pode chegar em terra na terça-feira no extremo sul do Estado, de acordo com o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, em inglês).   Crist ordenou que a Guarda Nacional da Flórida fique alerta durante o tempo que durar o estado de emergência e autorizou o Departamento de Transporte americano a não exigir o pagamento de pedágio nas estradas do Estado, que preste assistência e facilite as evacuações.   Além disso, concedeu às principais agências do estado a responsabilidade para o uso público dos edifícios e a decisão de fechá-los durante a situação de emergência. O governador permitiu também abrir refúgios nos colégios e universidades do Estado para as pessoas que forem retiradas de suas casas.

Tudo o que sabemos sobre:
IkeEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.