Flórida prende homem por incêndios criminosos

Suspeito foi perseguido por 60 oficiais enquanto corria em campo para fugir da polícia

Agências internacionais,

14 de maio de 2008 | 13h38

Um homem foi detido nesta quarta-feira, 14, sob a acusação de provocar deliberadamente os incêndios em Palm Bay, Flórida, segundo afirmaram autoridades à CNN. Brian Crowder, de 31 anos, foi preso após tentar correr de policiais em um campo, afirmou o chefe de polícia Bill Berger em entrevista coletiva.   "Não estou afirmando que ele seja o único individuo ligado aos incêndios criminosos, mas posso afirmas que fizemos uma prisão", disse Berger. Um morador acionou a polícia para reportar que teria visto um homem ateando fogo de um carro. Segundo o chefe dos bombeiros, Jim Stables, as chamas atingiram apenas algumas plantas.   Após o incidente, um policial parou um veículo com as descrições da denúncia, mas o motorista desceu do carro e fugiu correndo. O carro foi abandonado nas proximidades da casa do detido, que correu para o campo quando os policiais chegaram na residência. Guiados por moradores, cerca de 60 oficiais cercaram o suspeito até que um policial com um cão farejador o encontrou.   Segundo a porta-voz da polícia Yvonne Martinez, Crowder foi hospitalizado para tratar os ferimentos e arranhões provocados pela fuga. Ele será detido por violar condicionais, mas nada relacionado com incêndios criminosos. O suspeito tem diversas acusações envolvendo roubou e furto de veículos e outros crimes menores. Autoridades, porém, não confirmaram se ele é considerado suspeito por todos os incêndios que já destruíram mais de 10 mil hectares na Flórida.   A seca pela qual a Flórida passa atualmente, combinada com a presença de vento e baixa umidade, são fatores que incidiram na propagação do fogo em vários condados do Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
Flóridaincêndios

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.