Forças dos EUA resgatam mais 6 iranianos em apuros no mar

Mais seis marinheiros iranianos foram resgatados por forças norte-americanas, desta vez na costa do Iraque, informou o Pentágono nesta terça-feira, poucos dias depois do anúncio de que um navio militar dos Estados Unidos salvou 13 pescadores iranianos das mãos de piratas.

REUTERS

10 de janeiro de 2012 | 18h48

O porta-voz do Pentágono, John Kirby, disse que uma lancha da Guarda Costeira comandou a operação de resgate cerca de 50 milhas a sudeste de Umm Qaser, no sudeste do Iraque, respondendo a um pedido de socorro dos marinheiros que diziam que seu barco estava fazendo água.

Não ficou claro como os seis marinheiros voltariam ao Irã, já que a embarcação parece avariada. EUA e Irã não mantêm relações diplomáticas e atravessam uma fase de tensão devido às suspeitas norte-americanas de que a República Islâmica quer desenvolver armas nucleares, algo que Teerã nega.

Na quinta-feira passada, o grupo naval do porta-aviões USS John C. Stennis, que havia sido alertado pelo Irã para não voltar à região do golfo Pérsico, salvou 13 pescadores que haviam passado mais de um mês em poder de piratas no mar da Arábia.

Os pescadores foram mandados para o Irã com alimentos e combustível, e usando bonés de beisebol com o nome da embarcação norte-americana que os salvou.

(Reportagem de Phil Stewart)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAIRAPIRATAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.