França: carta suspeita leva funcionários de embaixada dos EUA ao hospital

Segundo a embaixada, análises preliminares não indicaram maiores riscos no envelope

estadão.com.br

30 de julho de 2010 | 11h45

Embaixada fica na Champs Elyseé em Paris. Foto: Yoan Valat/AP

PARIS - Vários funcionários da embaixada americana em Paris foram hospitalizados nesta sexta-feira, 30, após abrirem uma carta suspeita. Segundo a embaixada, análises preliminares não indicaram maiores riscos.

Fontes policiais citadas por vários meios de comunicação franceses disseram que os empregados afetados, com sintomas de intoxicação, foram levaram a um centro médico para serem submetidos a exames.

"A carta está sendo examinada, assim como as pessoas que entraram em contato com elas", disse o porta-voz da embaixada Paul Patin. Nem o conteúdo nem o remetente do envelope foram divulgados.

Com informações da AP e da Efe

Tudo o que sabemos sobre:
EUAFrançaEmbaixada

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.