Furacão Fred alcança categoria 3 no Oceano Atlântico

Tempestade, entretanto, deve perder força a partir da quinta-feira e não deve atingir costa dos EUA

Ana Conceição, da Agência Estado, e Efe,

09 de setembro de 2009 | 13h41

Furacão, à direita na imagem, não deve atingir costa americana. Foto: Associated Press

 

MIAMI - O furacão Fred, que passa pelo Oceano Atlântico, atingiu a categoria 3 em uma escala que vai até o nível 5, mas não deve atingir o continente americano, de acordo com informações do Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos divulgadas nesta quarta-feira, 9. Um furacão alcança a categoria três na escala Saffir-Simpson quando seus ventos máximos sustentados alcançam os 178 km/h.

 

O Fred é a segunda grande tempestade da temporada e deve seguir em direção ao norte do oceano, tomando a direção noroeste na segunda-feira. Em seu curso, a tormenta não deverá atingir a costa dos EUA e, por isso, o NHC não emitiu alertas.

 

O ciclone pode enfraquecer a partir da quinta-feira, 10, e perder o status de furacão na sexta-feira, 11. Atualmente, o Fred tem ventos de 193 km/h e está a 870 quilômetro ao sul das ilhas Cabo Verde.

 

A temporada de furacões na bacia atlântica começou em 1º de junho e termina em 30 de novembro. Até agora, houve a formação de seis tempestades tropicais e dois furacões, o Bill e o Fred.

 

A Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera (NOAA) dos EUA, em sua previsão atualizada no início de agosto, cogitou a formação de entre sete e 11 tempestades tropicais e de três a seis furacões, sendo que um ou dois poderiam ser de categoria 3, 4 ou 5, as maiores na escala Saffir-Simpson.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.