Furacão Gustav alcança categoria 3 e se aproxima de Cuba

Com ventos de até 175 km/h, furacão deve atingir a ilha nas próximas horas e chega aos EUA na terça

Efe,

30 de agosto de 2008 | 07h46

O furacão Gustav alcançou a categoria 3, com ventos de até 175 km/h e se aproxima da parte oeste da ilha de Cuba na manhã deste sábado, 30. A escala Saffir-Simpson tem cinco categorias e Gustav alcança um nível considerado perigoso, segundo informações do Centro Nacional de Furacões de Miami (NHC, na sigla em inglês), nos Estados Unidos. Na terça, o Gustav já havia virado o terceiro furacão da atual temporada do Atlântico e antes de perder força e se tornar uma tempestade, deixou pelo menos 68 mortos no Haiti e na República Dominicana.   Veja também: Gustav mata 68 no Caribe e ameaça litoral dos EUA     Gustav deve chegar nas próximas horas a Cuba e obrigou o fechamento de aeroportos nas Ilhas Caymanm, onde há vítimas e a parte da população teve que abandonar suas casas. A força do furacão cresce à medida em que se aproxima de Cuba, segundo a CNH, e deve se transformar em um ciclone de forte intensidade.   Às 7 horas deste sábado (no horário de Brasília), o centro do furacão estava a cerca de 190 km ao sudeste de Isla de la Juventud, situada em frente ao litoral sudoeste de Cuba. O furacão corre para noroeste com velocidade de 19 km/h e mantém sua trajetória para o oeste da ilha e a plataformas petrolíferas do Golpo do Méximo. Na terça, Gustav pode chegar a Luisiana, nos Estados Unidos.

Tudo o que sabemos sobre:
GustavEUACuba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.