Furacão Ike avança rumo aos EUA; Lowell a caminho do México

Meteorologistas acreditam que olho do ciclone deve atingir o Texas no fim de semana na categoria quatro

Associated Press e Agência Estado,

11 de setembro de 2008 | 09h19

O furacão Ike, que deixou um rastro de morte e destruição pelo Caribe, mantinha nesta quinta-feira, 11, sua trajetória pelo Golfo do México em meio a previsões de que poderia ganhar força antes de entrar pelo Estado americano do Texas. Enquanto isso, a depressão tropical Lowell seguia pelo Oceano Pacífico em direção à península mexicana de Baja Califórnia. A previsão dos meteorologistas é de que o olho do furacão Ike atinja em cheio o Texas durante o fim de semana, entrando por algum ponto entre as cidades de Corpus Christi e Houston. A expectativa é de que o Ike ganhe força ao ficar em contato constante com as águas quentes do Golfo do México, podendo tornar-se um furacão de categoria 4 - apenas uma abaixo da mais forte pela escala Saffir-Simpson -, com ventos de até 210 quilômetros por hora. Quatro condados da região de Houston anunciaram que a população será retirada. Em alguns casos específicos, a saída será obrigatória. As petrolíferas que operam refinarias na região também estão atentas para a aproximação do Ike, que matou pelo menos 80 pessoas durante sua passagem pelo Caribe. Na madrugada desta quinta, o Ike era um furacão de categoria 2, com ventos próximos de 160 quilômetros por hora, e estava a cerca de mil quilômetros da costa americana. A expectativa dos meteorologistas é de que o Ike transforme-se num furacão de categoria 3 entre quinta e sexta-feira. Por sua vez, a depressão tropical Lowell avança na direção de Baja Califórnia, no noroeste do México, com ventos de 48 quilômetros por hora.

Tudo o que sabemos sobre:
Ike

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.