Furacão leva Obama a antecipar fim das férias

O presidente dos EUA, Barack Obama, decidiu abreviar suas férias ma ilha de Martha's Vineyard e voltar à Casa Branca na sexta-feira, antes da chegada do furacão Irene à Costa Leste do país, informou o governo norte-americano.

ALISTER BULL E LAURA MACINNIS, REUTERS

26 de agosto de 2011 | 17h09

"Na cabeça do presidente, ele achou prudente estar na Casa Branca hoje à noite," disse o porta-voz governamental Josh Earnest. Originalmente, a previsão era de que Obama voltasse a Washington com a família na manhã de sábado.

O presidente alertou na sexta-feira que o Irene ameaçava ser um furacão de proporções "históricas," e orientou a população a acatar as ordens de retirada nos lugares que estiverem no trajeto da tempestade, um trecho litorâneo entre as Carolinas e a Nova Inglaterra, onde vivem 55 milhões de pessoas. Centenas de milhares já estão deixando suas casas, e cidades grandes, inclusive Nova York, se preparam para um forte impacto.

Segundo os meteorologistas, o furacão só será sentido na costa de Massachussets, onde Obama passa férias, depois da manhã de sábado. Ou seja, mesmo que ele não alterasse a programação, não deveria ser afetado.

O presidente, que já havia sido criticado por tirar férias nesta ilha luxuosa num momento de tamanha crise econômica, vinha tomando o cuidado de se mostrar à frente dos preparativos para a passagem do furacão pelo país.

Ele discutiu os riscos da tempestade durante teleconferências regulares com assessores, buscando evitar comparações com seu antecessor, George W. Bush, cujo governo foi ineficaz na reação ao furacão Katrina em 2005.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOBAMAFERIAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.