AP
AP

Gates deve ficar mais um ano como secretário de Defesa

Chefe do Pentágono desde o governo Bush, republicano deve supervisionar estratégia no Afeganistão

Associated Press,

08 de janeiro de 2010 | 09h05

O Secretário de Defesa dos EUA, deve ficar ao menos mais um ano no governo de Barack Obama, disse seu porta-voz, na quinta-feira, 7. O chefe do Pentágono, que é republicano, está no cargo desde o segundo mandato de George W. Bush.

Veja também:

link Terrorista nigeriano deve depor hoje sobre atentado frustrado

 

Segundo o porta-voz, Gates disse a Obama em dezembro que ficaria no cargo até o final de 2010. "Eles devem voltar a falar sobre isso ao longo do ano", disse.

 

Após ganhar as eleições em 2008, Obama pediu que o chefe do Pentágono continuasse no posto. A decisão visava manter estabilidade em meio aos confrontos no Afeganistão e no Iraque e cumprir uma promessa de campanha do democrata, de incluir republicanos entre seus colaboradores.

 

Gates deve supervisionar a implementação da nova estratégia de guerra no Afeganistão e a progressiva retirada das tropas americanas do Iraque. E

 

Ex-diretor da CIA, Gates foi escolhido em 2006 para substituir Donald Rumsfeld. É atribuído a ele o aumento de tropas no Iraque que contribuiu para a diminuição da violência no país.

Tudo o que sabemos sobre:
GatesPentágonoObama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.