Gates diz que segurança no Iraque ainda permite retirada

Os Estados Unidos devem conseguirretirar cinco brigadas de combate do Iraque até meados de 2008,graças à manutenção das melhorias de segurança neste ano, dissena sexta-feira o secretário norte-americano de Defesa, RobertGates. Em setembro, o governo anunciou a intenção de retirar 20brigadas, conforme a recomendação do comandante norte-americanono Iraque, general David Petraeus. Mas essas retiradas estavamcondicionadas à capacidade das forças dos EUA em manter asmelhorias na segurança. "A situação no terreno, eu acho, torna provável que ogeneral Petraeus possa decidir-se por trazer de volta as cincoprimeiras (brigadas) até julho, conforme ele indicou emsetembro", disse Gates a jornalistas. A primeira das cinco brigadas deixa o Iraque já neste mês. Washington enviou cerca de 30 mil soldados adicionais nesteano para tentar controlar a situação em Bagdá e na província deAnbar, e o contingente atualmente chega a aproximadamente 158mil militares. A retirada das cinco brigadas até julhoequivaleria a uma redução de cerca de 20 mil tropas de combate,mais o pessoal de apoio. Gates gostaria de que no segundo semestre de 2008 fossemretiradas outras cinco brigadas. Dessa forma, o governo Bushterminaria, em janeiro de 2009, com dez brigadas de combate --cerca de 100 mil soldados -- no Iraque. "Isso vai depender completamente das circunstâncias noterreno", disse Gates. "Obviamente queremos sustentar os ganhosque já fizemos." Comandantes militares farão em março sua próxima grandeavaliação sobre o curso da guerra, o que inclui recomendaçõessobre futuras reduções de tropas. "Tudo isto é condicionado e vai depender muitíssimo daanálise e das recomendações que os comandantes militares eassessores do presidente farão em março", disse Gates em suaúltima entrevista coletiva do ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.