Gingrich e Santorum brigam pelos conservadores do sul dos EUA

Os pré-candidatos republicanos Newt Gingrich e Rick Santorum estão em disputa apertada pelo voto conservador e evangélico nas primárias de terça-feira em Mississippi e no Alabama. A sobrevivência da candidatura de Gingrich depende desses resultados.

JOHN WHITESIDES, REUTERS

11 de março de 2012 | 17h32

Derrotas poderiam significar o fim da campanha de Gingrich, da sua estratégia de virar o jogo no sul do país. O republicano seria pressionado a abandonar a disputa e permitir que Santorum lidere os conservadores contra o líder republicano Mitt Romney.

Os dois Estados têm grandes fatias de eleitores conservadores e evangélicos, base republicana que tem apoiado Santorum nas disputas recentes.

"Você tem dois candidatos que apelam para os mesmos grupos de eleitores. Então, há uma colisão", disse Merle Black, especialista na política do sul dos Estados Unidos. "Se Gingrich perde no sul, não há racionalidade em continuar a campanha."

As pesquisas mais recentes sobre o Alabamana mostram Gingrich, Santorum e Romney empatados. No Mississippi, Romney tem vantagem de oito pontos percentuais.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAREPUBLICANOSSUL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.