Giuliani defende aumento de tropas dos EUA no Afeganistão

O pré-candidato àPresidência dos Estados Unidos Rudy Giuliani afirmou naquarta-feira que o país deveria dobrar o número de tropas decombate no Afeganistão, como parte de uma expansão militar maisampla. "Uma das coisas que deveríamos fazer...imediatamente édobrar o número de nossas tropas, nossas tropas de combatelideradas pelos americanos no Afeganistão", disse o ex-prefeitode Nova York em discurso no Museu da Segunda Guerra Mundial. "Precisamos realizar um aumento de tropas no Afeganistão etorná-lo efetivo já", afirmou, referindo-se ao aumento detropas dos EUA no Iraque. Os EUA contam com 26 mil soldados no Afeganistão, cerca demetade como parte de uma força de 40 mil membros liderada pelaOrganização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). O restanteatua em missões diversas, como contraterrorismo e treinamentode soldados afegãos. No mês passado, o secretário da Defesa norte-americano,Robert Gates, disse que outros 7.500 soldados seriamnecessários no Afeganistão, mas deixou claro que Washingtonquer que outros países da Otan mobilizem a maioria destasforças. O republicano Giuliani declarou que um aumento de tropas noAfeganistão ajudaria a encontrar o líder da rede Al Qaeda,Osama bin Laden, a lutar contra a revigorada milícia Taliban ea estabilizar "toda a região". O discurso dele ocorreu um dia antes da primeira batalha,em Iowa, para escolher os candidatos republicano e democratapara concorrer nas eleições presidenciais de novembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.