Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Governador afastado foi episódio triste para Illinois, diz Obama

Presidente americano afirma que impeachment de Rod Blagojevich encerra crise de liderança no Estado

Agências internacionais,

30 de janeiro de 2009 | 15h56

Em seu primeiro comentário sobre a destituição do governador de Illinois Rod Blagojevich, o presidente americano Barack Obama afirmou nesta sexta-feira, 30, que "hoje acaba um episódio doloroso para Illinois". Prometendo total cooperação com Patrick J. Quinn, indicado para substituir Blagojevich, Obama disse ainda em nota que "por meses, o Estado foi marcado por uma crise de liderança. Agora essa nuvem passou."   Veja também:  Governador cogitou Oprah para a vaga de Obama no Senado  Governador de Illinois diz que não participará de seu julgamento   Blagojevich foi destituído do cargo de governador na noite de quinta-feira, após sofrer impeachment em votação no Senado estadual. Todos os 59 senadores votaram pelo afastamento definitivo e o proibiram, inclusive, de voltar a ocupar qualquer cargo público em Illinois. O democrata foi acusado, no final do ano passado, de tentar vender a cadeira no Senado federal que foi ocupada por Obama.   A votação, no capitólio do Estado em Springfield, foi mostrada ao vivo pela TV. Blagojevich, de 52 anos, se tornou o oitavo governador da história dos EUA a ser submetido a um julgamento político e a ser cassado do cargo através de um processo.   Quinn, de 60 anos, é um antigo funcionário público que, como político "outsider", já fez campanha em defesa do enxugamento do governo. Ele agora enfrenta o desafio de administrar um Estado com um orçamento de US$ 49,7 bilhões, um déficit que pode chegar a US$ 4 bilhões e um total de 56 mil servidores, em meio ao ceticismo dos eleitores quanto à capacidade dos políticos de superar um histórico de corrupção.   (Com Hélio Barboza, da Agência Estado)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.