Governo do Iraque enfrentará ano instável, diz relatório dos EUA

O governo do primeiro-ministro doIraque, Nuri al-Maliki, vai se tornar "mais instável" nospróximos 6 a 12 meses e haverá uma melhora moderada nasegurança do país, apesar de a violência sectária permaneceralta, afirmaram nesta quinta-feira agências de inteligência dosEstados Unidos. Resultados de um relatório dos EUA mostraram que houve"avanços mensuráveis mas irregulares" na situação da segurançado Iraque desde janeiro, mesmo com o aumento de tropasnorte-americanas determinado pelo presidente dos EUA, George W.Bush, neste ano. O relatório é divulgado em meio a crescentes críticas entrelíderes políticos dos EUA em relação à habilidade de Maliki degovernar o Iraque e defende a retirada das tropas dos EUA dopaís. (Por Randall Mikkelsen e Tabassum Zakaria)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.