Governo dos EUA rejeita projeto de oleoduto da Keystone

O governo dos Estados Unidos decidiu nesta quarta-feira rejeitar o projeto do oleoduto Keystone XL, uma decisão elogiada por grupos de defesa do meio ambiente, mas criticada pela indústria do setor energético do país.

JEFF MASON E ROBERTA RAM, REUTERS

18 de janeiro de 2012 | 22h05

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que a solicitação da TransCanada para construir o oleoduto Canadá-Texas de 2.740 quilômetros foi rejeitada porque o Departamento de Estado não teve tempo suficiente para completar o processo de avaliação.

"Esse anúncio não é um julgamento sobre os méritos do oleoduto, mas sobre a natureza arbitrária de um prazo limite que impediu que o Departamento de Estado reunisse a informação necessária para aprovar o projeto e proteger o povo norte-americano", disse Obama em comunicado.

O governo adiou em novembro a decisão sobre a permissão presidencial para iniciar o projeto até 2013, em meio à preocupação de grupos ambientalistas com as emissões de dióxido de carbono derivadas da produção de areias petrolíferas.

Mas parlamentares que apóiam a sua construção acrescentaram a medida em uma lei de cortes tributários aprovada no fim do ano passado, estabelecendo que havia prazo até fevereiro para tomar uma decisão sobre o projeto.

(Reportagem adicional de Timothy Gardner, Jeffrey Jones e Arshad Mohammed)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOLEODUTOKEYSTONE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.