Grã-Bretanha planeja ajudar EUA a destruir armas químicas sírias

A Grã-Bretanha disse nesta segunda-feira que planeja fornecer aos Estados Unidos equipamento e treinamento para acelerar a destruição das armas químicas da Síria.

Reuters

13 de janeiro de 2014 | 15h07

Parte das armas sírias deve ser destruída a bordo de um navio norte-americano adaptado, de acordo com um acordo internacional fechado após um ataque de gás nos arredores de Damasco que matou centenas de pessoas, incluindo crianças, em agosto.

O ministro da Defesa britânico, Philip Hammond, afirmou em comunicado escrito ao Parlamento, nesta segunda-feira, que o país planeja doar equipamentos no valor de 4,12 milhões de dólares para os Estados Unidos.

"Os Estados Unidos procuraram a Grã-Bretanha pois eles não seriam capazes de viabilizar esse equipamento dentro do prazo", afirmou Hammond.

(Reportagem por William James e Andrew Osborn)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAREINOUNIDOSIRIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.