Harvard cancela diploma de integrante de rede de espionagem russa

Andrey Bezrukov, graduado em administração pública, foi um dos dez deportados para Moscou

AP,

16 de julho de 2010 | 17h46

BOSTON- A Universidade de Harvard cancelou nesta sexta-feira, 16, um diploma de graduação em administração pública concedido a um homem que estava entre os dez acusados de espionarem a favor da Rússia nos Estados Unidos.

 

Andrey Bezrukov, de 49 anos, usava um passaporte canadense roubado com o nome de Donald Heathfield e morava em Massachusetts com sua mulher, Elena Vavilova, que usava o nome de Tracey Foley, e os dois filhos do casal.

 

Os dois estavam entre o grupo que foi deportado para a Rússia como parte de uma troca de espiões com Moscou.

 

O porta-voz da Universidade de Harvard, Doug Gavel, afirmou que a Escola de Administração Pública John F. Kennedy retirou o diploma de Bezrukov por ele ter violado a política da instituição por ter dado informações falsas em seu curso.

 

Gavel disse que o manual do estudante esclarece que "se a descoberta ocorrer depois de um diploma ter sido concedido, ele será rescindido".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.