Hillary alcança apoio da maioria dos democratas nos EUA

Pesquisa mostra que senadora está 33 pontos à frente de Obama; arrecadação ultrapassa os pré-candidatos

Efe,

03 de outubro de 2007 | 09h35

A senadora pelo Estado de Nova York Hillary Clinton alcançou pela primeira vez o apoio da maioria dos democratas para sua candidatura à Presidência dos Estados Unidos, segundo uma pesquisa de opinião publicada nesta quarta-feira, 3, pelo jornal The Washington Post. A pesquisa, feita juntamente com o telejornal ABC News, mostra Hillary 33 pontos à frente de seu maior rival, o senador por Illinois Barack Obama, na batalha pela candidatura democrata às eleições presidenciais de novembro de 2008. Hillary também consolida sua posição de favorita do Partido Democrata quanto à arrecadação de fundos para a campanha eleitoral, segundo o jornal. A candidata tem o apoio de 53% do partido, contra 20% de Obama e 13% do ex-senador John Edwards, de acordo com a pesquisa. Para 57% dos entrevistados, a ex-primeira-dama é o candidato democrata com mais chances de chegar à Presidência, o que representa um aumento de 14 pontos em relação à pesquisa de junho.Quanto aos outros dois principais candidatos, 20% dos entrevistados acham que Edwards é o que tem mais chances de chegar à Presidência entre os democratas, contra 16% de Obama. Sobre questões polêmicas, como a Guerra do Iraque, 52% dos democratas confiam mais em Hillary para resolver a situação, contra os 22% que apostam em Obama e 17% em Edwards. A vantagem de Hillary é ainda maior no tema de saúde pública - uma de suas grandes batalhas de sempre -, com 66% dos democratas que opinam que ela é a mais preparada para realizar a reforma, contra 15% para Obama e 14% para Edwards. A ascensão de Hillary nas pesquisas também foi reforçada por suas várias aparições públicas. Em uma delas, a ex-primeira-dama revelou sua proposta de reforma do sistema de saúde pública, enquanto seu marido, o ex-presidente Bill Clinton, estava em viagem para promover seu livro, segundo o jornal. No último mês, pelo menos um dos Clinton apareceu praticamente todos os dias na televisão, afirma o Washington Post. Apesar de os democratas parecerem bastante divididos sobre se preferem um novo candidato ou um experiente (50% contra 42%, respectivamente), nos últimos meses Hillary ganhou apoios nos dois grupos, de acordo com a pesquisa.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAHillary Clinton

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.