Hillary Clinton parte como favorita em Porto Rico

Segundo pesquisa, senadora por Nova York deve vencer primárias de domingo

Efe

30 de maio de 2008 | 18h54

Hillary Clinton é a grande favorita para vencer as primárias democratas de domingo em Porto Rico por suas ligações com a comunidade porto-riquenha, enquanto Barack Obama se esforça para atrair o voto com uma forte mensagem em espanhol. Um total de 2.366.674 porto-riquenhos se inscreveu para votar nas eleições primárias democratas de domingo, nas quais, segundo uma pesquisa publicada pelo jornal "El Vocero" e a cadeia "Univisión", a senadora por Nova York vence o senador por Illinois por 51% a 38%. A ex-primeira-dama confia em que seus laços com a grande comunidade porto-riquenha nessa cidade influam no voto dos cidadãos do país, e, para isso, lembra diferentes medidas que defendeu no Senado dos Estados Unidos a favor de Porto Rico. Hillary encerra nesta sexta-feira, 30, sua campanha porto-riquenha junto ao grupo de reggaeton Rakim y Ken-Y em Viejo San Juan. Enquanto isso, Obama, com um anúncio televisionado em espanhol, ataca o estômago e o bolso dos porto-riquenhos. "Nasci em uma ilha (Havaí) e entendo que a comida, a gasolina, tudo custa mais", repete Obama no anúncio no qual se compromete a recuperar em Porto Rico 40 mil empregos perdidos e a melhorar a educação no país. Porto Rico tem autonomia limitada e dependente do Congresso dos EUA em assuntos como exteriores ou tribunais, e os porto-riquenhos que vivem na ilha não podem votar nas eleições presidenciais. Os independentistas, minoritários e divididos em grupos eleitorais, intelectuais ou artísticos, convocaram diferentes protestos no fim de semana para criticar o gasto de US$ 2,5 milhões do Tesouro porto-riquenho nas primárias e lamentar o paradoxo de poder votar em um candidato americano, mas não no presidente. À espera de que o Partido Democrata decida neste sábado em Washington o que acontecerá com os 368 delegados da Flórida e de Michigan que foram penalizados por antecipar suas respectivas primárias, Obama leva uma vantagem de 1.959 delegados frente aos 1.778 da senadora por Nova York. Porto Rico enviará à convenção do partido que será realizada em agosto em Denver 63 delegados no total, quando Obama precisa de apenas 66 para alcançar os 2.025 necessários para obter a candidatura. Na próxima terça-feira serão realizadas as últimas primárias, em Dakota do Sul e Montana, com 47 delegados no total, embora os "superdelegados" possam reservar seu voto até a convenção de Denver.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições nos EUAPorto Rico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.