Hillary diz que há pontos de clara discórdia com a Rússia

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, disse na sexta-feira querer um novo começo para as relações com a Rússia, mas afirmou que permanecem as divisões sobre a expansão da Otan e as relações dos russos com os seus vizinhos. "Há áreas em que nós temos discordâncias e nós não vamos esconder isso", disse Hillary à BBC em uma entrevista prévia ao encontro com o ministro de Relações Exterior da Rússia, Sergei Lavrov. "Nós não reconheceremos as áreas separadas da Geórgia, nós não reconhecemos nenhuma esfera de influência da parte da Rússia e que eles tenham algum tipo de poder de veto sobre quem pode juntar-se à União Europeia ou quem pode juntar-se à Otan", acrescentou. (Reportagem de Frank Prenesti)

REUTERS

06 de março de 2009 | 11h38

Tudo o que sabemos sobre:
EUARUSSIAHILLARYDISCORDIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.