Hillary diz que quer situação de ganho mútuo com a China

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, disse nesta quarta-feira que o governo Obama quer encontrar o máximo de pontos em comum com a China, dizendo que as relações entre EUA e China são chave para a estabilidade mundial no século 21.

REUTERS

19 de janeiro de 2011 | 11h08

Hillary fez a declaração durante uma entrevista à NBC, enquanto Barack Obama se preparava para a reunião com o presidente chinês, Hu Jintao, em Washington, e disse: "Não queremos um relacionamento de soma zero."

"Queremos ver o maior número possível de oportunidades para o benefício mútuo, porque esse relacionamento irá determinar, de diversas formas, a paz, a estabilidade e a prosperidade no século 21."

Hillary também pediu maior cooperação da China na questão do programa nuclear e do "comportamento provocativo" da Coreia do Norte.

(Reportagem de David Morgan)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAHILLARYCHINA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.