Hillary não planeja encontro com iranianos em conferência

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, não tem planos de se encontrar separadamente com a delegação iraniana durante uma conferência internacional sobre o Afeganistão, no dia 31 de março, informou o Departamento de Estado nesta quarta-feira.

SUE PLEMING, REUTERS

18 de março de 2009 | 17h12

Hillary propôs a conferência em visita à sede da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), em Bruxelas, no início deste mês. O encontro deve acontecer em Haia, sob supervisão da ONU.

A administração Obama, numa mudança na política de isolamento ao Irã adotada pelo ex-presidente George W. Bush, disse que estaria preparada para se comprometer com Teerã em vários temas.

O convite para o encontro foi visto como a primeira abertura pública ao Irã, que foi descrito por Bush como parte do "eixo do mal", junto a Iraque e Coreia do Norte.

Um porta-voz do governo iraniano disse no dia 7 de março que o Irã consideraria um convite e que estaria disposto a ajudar no Afeganistão. Não ficou claro, no entanto, quais autoridades iranianas participariam do encontro.

O porta-voz do Departamento de Estado, Robert Wood, não descartou a possibilidade de um encontro com os iranianos, mas disse que nenhuma conversa bilateral estava planejada entre Hillary e autoridades de Teerã.

"Eu não descarto que possa haver algum tipo de saudação, mas não há planos, até onde eu sei, para um encontro entre as duas delegações", disse Wood a repórteres.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAIRASEMENCONTRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.