Hillary quer pragmatismo que leve em conta Israel e palestinos

Hillary Clinton, indicada secretária de Estado pelo presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, disse na terça-feira que os EUA têm de lidar com as necessidades de segurança de Israel e com as legítimas aspirações palestinas como parte de uma política externa pragmática. "Enquanto nos concentramos no Iraque, no Paquistão e no Afeganistão, temos também que buscar ativamente a estratégia de uma potência inteligente no Oriente Médio, que trate das necessidades de segurança de Israel e com as legítimas aspirações políticas e econômicas dos palestinos", dirá Hillary em depoimento entregue ao Comitê de Relações Exteriores do Senado dos EUA. Hillary, que também é senadora democrata eleita por Nova York, afirmou ainda que os Estados Unidos precisam buscar uma política externa que "desafie efetivamente o Irã a deter seu programa nuclear e seu patrocínio ao terrorismo e, além disso, convencer o Irã e a Síria a abandonarem seu comportamento perigoso e passem a ser atores regionais construtivos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.