Homem abre fogo em shopping e mata oito nos EUA

Segundo a Polícia, pelo menos cinco pessoas ficaram feridas; atirador se matou

Reuters e Associated Press,

05 de dezembro de 2007 | 20h11

Um homem armado abriu fogo em um shopping lotado em Omaha, Estado norte-americano de Nebraska, matando oito pessoas e em seguida se suicidando, informou a polícia. Outras cinco pessoas ficaram feridas, incluindo duas com gravidade, segundo fontes hospitalares. Um homem ferido no peito passava por uma cirurgia.   Relembre o massacre de Virginia Tech    A polícia chegou ao local e foi encontrando vítima a vítima. O atirador foi encontrado morto no terceiro piso. Segundo a sargento da polícia Teresa Negron, a maior parte do tiroteio aconteceu dentro de uma loja de departamento e que os motivos do atirador ainda estão sendo investigados.   Dezenas de consumidores e funcionários de lojas foram vistos deixando o local mais cedo com suas mão para o alto. Outros foram informados por seguranças do shopping para se abrigarem, com alguns buscando refúgio em despensas trancadas.   O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, fez um discurso em Omaha na manhã desta quarta-feira, 5, mas deixou a cidade horas antes do incidente.   País traumatizado   Em 16 de abril deste ano, o estudante sul-coreano Cho Seung-hui, de 23 anos, assassinou 32 pessoas e em seguida se suicidou no campus do Instituto Tecnológico da Virgínia, conhecido como Virginia Tech. Cho, que tinha passado por tratamentos psiquiátricos em 2005, estava proibido por lei federal de comprar armas, embora tenha conseguido comprar o armamento utilizado nos ataques em uma loja local e na internet, sem grandes impedimentos.     No dia 21 do mesmo mês, o engenheiro que prestava serviço à Agência Espacial Americana(Nasa) William Phillips, de 60 anos, executou o seu supervisor, David Beverly, dentro do Centro Espacial Johnson, porque "estava irritado com a má avaliação de seu trabalho", explicou, na época, o chefe de Polícia de Houston, Texas, Harold Hurtt.     Em 20 de maio deste ano, um outro atirador invadiu uma igreja em Idaho e matou duas pessoas. Quatro meses depois, dois estudantes foram baleados no campus da Universidade Estadual de Delaware. Em outubro, quatro pessoas foram baleadas em uma escola em Cleveland.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.