Homem armado mata 4 e comete suicídio em Minneapolis, nos EUA

Um homem armado abriu fogo no interior de uma empresa e matou quatro pessoas antes de cometer suicídio, na quinta-feira, informou a polícia. Outras quatro pessoas ficaram feridas.

DAVID BAILEY, Reuters

28 de setembro de 2012 | 08h07

O porta-voz da polícia de Minneapolis Steve McCarty disse que cinco pessoas morreram dentro da Accent Signage Systems, incluindo o autor dos disparos. Outras três pessoas estavam em estado crítico no centro médico Hennepin, em Minneapolis, e uma outra pessoa tinha sofrido ferimentos menos graves.

Ele disse não saber qual era, e se havia, ligação do atirador com a empresa.

Não foi possível localizar um representante da Accent Signage Systems para comentar o incidente. Um artigo de julho em uma publicação comercial local informou que a empresa tinha 28 funcionários.

A polícia isolou a área ao redor da empresa e afastou os moradores. A companhia fica localizada em uma rua residencial.

"É o único comércio no meio de uma vizinhança residencial", disse o prefeito de Minneapolis, R. T. Rybak, em entrevista por telefone à Reuters. "Tivemos uma tragédia horrível em uma ótima vizinhança e em uma ótima empresa."

As mortes em Minneapolis acontecem um mês após um homem ter matado um ex-colega de trabalho em frente ao Empire State Building, em Nova York, antes de ser morto pela polícia.

Em julho, um homem armado abriu fogo dentro de um cinema no Colorado e, em agosto, houve um ataque a uma tempo sikh em Wisconsin. Os incidentes mais uma vez despertaram debates sobre a posse de armas nos EUA.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAMINNEAPOLISATIRADOR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.