Homem atira avião em prédio em ato contra imposto nos EUA

Piloto teria ateado fogo a própria casa antes de ir até o aeroporto e roubar uma aeronave, segundo a CNN

Efe,

18 de fevereiro de 2010 | 15h35

 

Um funcionários do prédio atingido estaria desaparecido; incêndio no local ainda não foi controlado  

 

WASHINGTON  -  Um avião de pequeno porte colidiu nesta terça-feira, 18, contra o prédio de sete andares da Receita Federal americana (IRS, na sigla em inglês) em Austin, no Texas. Ao menos duas pessoas feridas foram levadas a um hospital e uma está desaparecida, segundo a Associated Press.  A polícia trata o caso como um incidente isolado e diz que não há motivo para pânico.

 

As autoridades identificaram o suspeito como Joseph Stack, um ativista contrário a cobrança de impostos. Um site na internet publicou uma nota suicida atribuída a ele. "Bem, senhor Big Brother do Imposto de Renda, vamos tentar uma abordagem diferente: arranque minha carne e durma bem", diz o texto.

 

A Casa Branca afirmou que o incidente não aparente ser um atentado, mas indicou que o presidente Barack Obama já foi informado da situação. O porta-voz do departamento de Segurança Interna Matt Chandler descartou por enquanto a suspeita de um atentado terrorista. "Estamos reunindo informações com parceiros federais e estaduais para saber o que aconteceu", disse à CNN.

 

A aeronave atingiu entre o segundo e o terceiro andar. Uma equipe dos bombeiros foi deslocada para combater a fumaça que saía do prédio, que fica em uma das vias expressas da cidade. 

 

De acordo com a FAA, a agência de aviação civil americana, o avião partiu do aeroporto municipal de Austin às 12h40 (horário de Brasília ) e não tinha um plano de voo. A colisão aconteceu cerca de 20 minutos depois.

 

Um agente federal não identificado disse à "CNN" que o piloto, cujo nome ainda não foi divulgado, ateou fogo a própria casa antes de ir até o aeroporto e roubar uma aeronave, com a qual chocou contra o prédio.

Tudo o que sabemos sobre:
aviaocolisaopredioTexasAustin

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.