Homem é preso suspeito de abrir fogo em escola no Arizona

Um homem suspeito de abrir fogo com um rifle num colégio do Arizona, nos Estados Unidos, na quinta-feira, foi detido e preso acusado de tentativa de assassinato, agressão e posse de arma, afirmaram autoridades. Um garoto ficou levemente ferido.

REUTERS

02 de março de 2012 | 07h56

O tiroteio ocorreu numa escola em Willcox, a cerca de 314 quilômetros de Phoenix, às 15h15 (19h15 em Brasília), de acordo com o departamento do condado de Cochise.

O chefe da polícia de Willcox, J. Weaver, disse que o suspeito identificado como Arthur Tineo, 40 anos, não deu explicações sobre suas ações.

A caminho do local do crime, a polícia avistou um homem que se adequava à descrição do suspeito a um quarteirão de distância da escola e o prendeu.

Os policiais também acharam a arma que pode ter sido utilizada no tiroteio na área onde o homem foi detido e levado sob custódia, afirmou Weaver.

A única pessoa ferida no tiroteio foi um garoto de 17 anos. Ele foi levado de ambulância para um hospital para tratar os pequenos cortes feitos por cacos de vidro, quando o veículo que dirigia foi atingido por tiros. Um outro jovem que também estava no carro não se feriu, disse a polícia.

Tineo foi fichado na Prisão do Condado de Cochise com três acusações de assassinato, vários delitos relacionados com armas e diversas acusações de perigo e agressão grave, de acordo com a polícia.

O tiroteio em Arizona aconteceu apenas três dias depois que um jovem suspeito abriu fogo na lanchonete de um colégio em Ohio, matando três estudantes e ferindo outros dois.

(Por Tim Gaynor)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAARIZONATIROTEIOPRESO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.