Homem mais rico do mundo dá como certa indicação de Obama

Amigo de Hillary, Warren Buffett diz que votaria nos dois democratas, mas que está clara a indicação do partido

19 de maio de 2008 | 20h48

Warren Buffett, o homem mais rico do mundo segundo a revista Forbes e amigo de longa data de Hillary e Bill Clinton, disse à rede CNN nesta segunda-feira, 19, que o senador Barack Obama pode ser sua escolha para próximo presidente dos Estados Unidos. O investidor bilionário disse que votaria nos dois candidatos, mas que está claro que Obama terá a indicação do partido, informou a CNN.   Obama busca selar vitória pela indicação democrata em Oregon Obama pede a rivais que poupem sua mulher de ataques McCain tenta distância de Bush sem renegá-lo  Confira a disputa em cada Estado Conheça a trajetória dos candidatos Cobertura completa das eleições nos EUA      "Então, poderá ser Barack Obama. Ele pode ser a minha escolha", indicou Buffett. Democrata de Nebraska, ele recebeu convidados em eventos para arrecadação de fundos para os dois pré-candidatos no verão passado. O empresário tinha se recusado a tomar posições na prolongada disputa democrata - apesar de, segundo relatos, ele ter dito à campanha de Hillary que a senadora era "a pessoa para dirigir o país."   Segundo a CNN, Buffett também ofereceu à Hillary aconselhamento informal em economia, e os dois lideraram uma sessão de perguntas e respostas sobre o assunto com eleitores em São Francisco, durante um evento de campanha em dezembro.   O investidor dirige a companhia Berkshire Hathaway, cujo valor supera US$ 260 bilhões.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.