Homem que havia planejado a morte de Obama é condenado

Paul Schlesselman tinha a intenção de assassinar diversos afro-americanos

16 de abril de 2010 | 12h43

Um homem do Arkansas foi condenado a 10 anos de prisão nesta sexta-feira, 16, por planejar o assassinato de dezenas de negros, inclusive o então senador Barack Obama, disseram autoridades federais.

 

Paul Schlesselman considerado culpado em janeiro foi sentenciado em um tribunal federal do Arkansas nesta sexta, segundo a rede CNN.

 

Autoridades federais disseram que Schlesselman havia ameaçado matar Obama em 23 de outubro e 2008, pouco depois das eleições presidenciais.

 

Ele também planejou "matar dezenas de pessoas, focando no assassinato de afro-americanos", disse o departamento de justiça.

 

Ele planejou uma série de assaltos, roubos e assassinatos que culminariam na morte de Obama, disse o departamento.

 

"Nossa nação fez grande progresso no avanços dos direitos civis, mas essa conspiração impensável é um lembrete que a violência alimentada pelo ódio continua a ser um problema bem real em várias comunidades", disse Thomas E. Perez, assistente geral da Divisão de Direitos Humanos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.