Hospital Bellevue de NY reabre após 3 meses fechado por tempestade Sandy

Mais de três meses depois que a supertempestade Sandy forçou a retirada de 500 pacientes e o fechamento do hospital Bellevue em Nova York, nos Estados Unidos, o centro de emergências mais movimentado da cidade retomou suas operações normais nesta quinta-feira.

Reuters

07 de fevereiro de 2013 | 16h51

O Bellevue, localizado perto do East River, foi esvaziado em 31 de outubro quando seu porão, que abrigava a parte elétrica e equipamentos essenciais para o funcionamento do hospital, foi tomado pela água. Foi a primeira vez que o hospital precisou ser esvaziado em seus 276 anos de história.

A diretora-executivda do Bellevue, Lynda Curtis, disse que enquanto a retomada total do serviço levará mais tempo, o hospital está funcionando novamente como um Centro de Trauma Nível 1, o que significa que pode receber pacientes, fazer cirurgias, receber casos de ambulâncias e internação.

A Baixa Manhattan, assim como grandes faixas do Brooklyn, Queens e Staten Island, ficou sem energia elétrica, e inundações de túneis de metrô deixaram grande parte do sistema de transporte de massa fora de serviço por vários dias.

(Reportagem de Edith Honan)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAHOSPITALREABRE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.