Reprodução
Reprodução

Identificadas 20 mulheres em investigação sobre suposto assassino em série nos EUA

Polícia norte-americana pede ajuda da população para encontrar 180 rostos de mulheres desaparecidas

Efe

21 de dezembro de 2010 | 04h51

Detetives da polícia de Los Angeles identificaram na segunda-feira, 20, pelo menos 20 mulheres de um total de 180 rostos que foram publicados na última quinta-feira, 16, como possíveis vítimas de um suposto assassino em série.

 

As fotografias dessas mulheres foram encontradas no último verão em uma casa ao sul de Los Angeles, de propriedade de Lonnie David Franklin Jr, preso em julho e declarado culpado dos assassinatos de 10 mulheres ao longo de três décadas.

 

A polícia disse que nenhuma das 20 mulheres identificadas pode ser relacionada com a investigação em curso, e que a maioria está sã e salva. Algumas delas faleceram de causas naturais e outras continuam desaparecidas.

 

Na verdade, foram identificados 29 rostos, mas oito deles estavam duplicados e um deles correspondia a uma vítima conhecida.

 

Desde o momento da publicação das fotos, o departamento de polícia de Los Angeles ficou atolado de chamadas, e-mails e visitas no site da web depois de solicitar a colaboração dos cidadãos com o objetivo de encontrar o paradeiro de todas essas mulheres.

 

Franklin é acusado de violar e assassinar 10 mulheres negras no sul de Los Angeles. Durante sua detenção, as autoridades encontram cerca de mil fotografias e centenas de vídeos com imagens de mulheres.

 

Parte desse material, que em alguns casos é datado da década de 1980, tem fotos de mulheres sem roupa e com conteúdo sexual.

 

Na semana passada, a advogada de Franklin, Louisa Pensanti, criticou a decisão da polícia de publicar essas fotografias e disse que dezenas delas pertenciam a amigos ou conhecidos de seu cliente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.