Incêndio atinge memorial de vítimas do 11 de Setembro na Pensilvânia

Um incêndio atingiu nesta sexta-feira na sede do complexo do Memorial Nacional Voo 93 na Pensilvânia, informou o Serviço do Parque Nacional, e não há relatos de feridos, mas de amplos danos perto do local da queda de um dos aviões sequestrados em 11 de setembro de 2001.

REUTERS

03 de outubro de 2014 | 20h47

Não houve estragos nas instalações do memorial, localizado no campo onde ocorreu a queda do voo da United Airlines, um dos quatro aviões tomados naquele dia por militantes da Al Qaeda. A sede do complexo fica a 3,2 quilômetros do local do acidente.

Um porta-voz do Serviço do Parque Nacional havia dito mais cedo ao canal de televisão KDKA, afiliado da CBS em Pittsburgh, não saber a causa do incêndio no complexo.

O memorial de 890 hectares perto de Shanksville, cerca de 130 quilômetros ao sudeste de Pittsburgh, tem um mural repleto de nomes que cerca parcialmente o campo onde o avião caiu, matando todas as 44 pessoas a bordo, incluindo os quatro sequestradores.

Um centro de visitantes atualmente em construção está programado para abrir no fim de 2015. O Serviço do Parque Nacional afirmou que o incêndio não afetou o centro.

(Reportagem de Daniel Kelley)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAINCENDIOPENSILVANIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.