Incêndio em submarino nuclear dos EUA é apagado; não há mortos

Um incêndio que começou na noite de quarta-feira em um submarino nuclear do Exército norte-americano atracado num estaleiro de Portsmouth, em Maine, foi apagado. Sete pessoas ficaram feridas, mas não houve nenhuma morte, afirmou um porta-voz da Marinha nesta quinta-feira.

TONI CLARKE, REUTERS

24 Maio 2012 | 12h17

Os danos causados pelo fogo ficaram limitados ao compartimento frontal, que inclui os quartos da tripulação e as salas de comando e controle do submarino de ataque USS Miami, afirmou o contra-almirante Rick Breckenridge em comunicado.

Breckenridge, que é encarregado pelos submarinos da região, disse que o reator nuclear do navio está fechado há mais de dois meses e continuou em condições seguras e estáveis. Não havia armas a bordo na sala de torpedos, disse ele.

A causa do incêndio ainda não foi identificada, afirmou o contra-almirante. Uma investigação completa está em curso.

O fogo se espalhou para áreas de difícil acesso dentro do submarino, afirmou Breckenridge, aumentando as dificuldades para os bombeiros. O incêndio foi controlado pelo Departamento de Incêndios do Estaleiro Naval de Portsmouth e pelas forças do navio, junto com outros departamentos de incêndio de várias outras áreas.

Os feridos são três bombeiros do estaleiro de Portsmouth, dois membros da tripulação e dois bombeiros civis que davam apoio. Todos foram tratados no local do incidente ou levados para ambulatórios médicos locais e já foram liberados.

Mais conteúdo sobre:
EUA INCENDIO SUBMARINO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.