Incêndio florestal no Colorado consome mais de 6 mil hectares

Bombeiros lutavam nesta quarta-feira contra um incêndio florestal à beira de Colorado Springs que obrigou 32.000 pessoas a deixarem suas casas, levou à retirada de pessoas da Academia da Força Aérea dos EUA e consumiu um número ainda desconhecido de residências.

KEITH COFFMAN, REUTERS

27 de junho de 2012 | 16h07

O Fogo de Waldo Canyon, que vem atraindo a atenção há dias por sua proximidade a monumentos como o Pico Pikes e a Academia da Força Aérea, já queimou cerca de 6.222 hectares, disse Rob Deyerberg, responsável pelas informações sobre incêndios, à Reuters.

"Isso significa que cobriu cerca de 3.642 hectares em questão de horas na tarde de ontem", disse ele.

O fogo não estava tão intenso na manhã de quarta-feira, mas deve aumentar de novo conforme a temperatura subir durante o dia, disse Deyerberg.

Os funcionários avaliavam os danos um dia depois de as chamas, impulsionadas pelo vento, varrerem as linhas de contenção em direção à cidade mais populosa do Colorado, consumindo um número desconhecido de residências nos arredores da cidade, enquanto as autoridades corriam para retirar os moradores.

"Essa área em que estamos é extremamente densa", disse a porta-voz do Departamento de Bombeiros de Colorado Springs, Sunny Smaldino, à CNN na quarta-feira. "É um de nossos piores cenários em nossa cidade ter tantas casas afetadas."

Quando o incêndio de repente ficou mais forte na terça-feira, a comunidade de Mountain Shadows, uma subdivisão noroeste, parecia ter sido envolvida em um brilho laranja depois do anoitecer.

(Reportagem adicional de Ellen Miller em Grand Junction, Jennifer Dobner em Salt Lake City e Laura Zuckerman em Salmon, Idaho)

Mais conteúdo sobre:
EUAFOGO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.