Incêndio provoca retirada de pelo menos 4 mil em Los Angeles

Causas das chamas são desconhecidas; governador Arnold Schwarzenegger declarou estado de emergência

Reuters e Efe,

05 de outubro de 2009 | 11h42

 

Bombeiros haviam controlado 10% das chamas, que se espalharam por conta dos fortes ventos. Foto: AP

 

LOS ANGELES - Um incêndio florestal espalhado pelos ventos provocou a evacuação de milhares de pessoas em uma região montanhosa localizada a 190 quilômetros ao leste de Los Angeles, nos EUA, informaram neste domingo, 4, autoridades locais.

 

O fogo, que consumiu cerca de 1.600 hectares desde a tarde do sábado, alcançou a região de Wrightwood, uma cidade turística de 4 mil habitantes nas montanhas de San Gabriel. Até o momento, pelo menos três casas foram destruídas e outras duas mil estão ameaçadas, segundo o capitão Jason Magowan, porta-voz do serviço do Parque Nacional de San Bernardino. A causa do incêndio é desconhecida.

 

As autoridades emitiram uma ordem de evacuação para Wrightwood no momento em que se esforçavam para combater as chamas. Os bombeiros percorriam as casas de porta em porta para cumprir o mandato de evacuação que atinge entre 4 mil e 6 mil pessoas. Mais de mil bombeiros trabalham no local e controlavam 10% do fogo, que se espalhou devido a ventos inesperados. O governador da California, Arnold Schwarzenegger, declarou estado de emergência no condado de San Bernardino.

 

Ventos de até 80 km/h atrapalhavam o combate ao fogo, que poderia percorrer uma longa área pelas montanhas de San Gabriel até alcançar a área que foi devastada pelo maior incêndio florestal que se tem registro em Los Angeles, quando 64.750 hectares e dezenas de casas foram destruídas e dois bombeiros morreram.

Tudo o que sabemos sobre:
incêndioEUALos Angeles

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.