Incêndios põem 250 mil moradores em fuga na Califórnia

Incêndios florestais avançam comrapidez na segunda-feira pelo sul da Califórnia, obrigando pelomenos 250 mil pessoas a fugirem das suas casas e destruindocentenas de milhares de edifícios. Desesperados, os bombeirospedem ajuda a outros Estados. Pelo menos 12 focos, alimentados por ventos fortes e secos,saíram de controle no sul do Estado, que vive uma forte seca.Pelo menos uma pessoa morreu, e várias ficaram feridas. "É um momento trágico para a Califórnia", disse ogovernador Arnold Schwarzenegger, que declarou estado deemergência em sete condados do Estado. Os incêndios também provocaram a interdição de rodovias,escolas e empresas. Em grande parte do Estado, a luz do sol nãoconsegue atravessar a espessa fumaça. A situação é dramática no condado de San Diego, no sul doEstado, onde sete focos queimaram cerca de 40 mil hectares. A ala de queimados do Centro Médico do campus local daUniversidade da Califórnia está em alerta elevado e já atendeu13 pessoas, segundo rádios da região. Uma pessoa foi morta nodomingo pelo fogo perto da fronteira com o México. Ao norte da cidade de San Diego, dois incêndios se juntarame já devastaram 5.700 hectares, obrigando as autoridades adarem ordens para que 250 mil pessoas deixassem uma área decerca de 30 quilômetros quadrados, que inclui condomínios deluxo, fazendas e clubes de campo. Pelo menos um hospital e várias casas de repouso da áreaforam interditadas por risco de incêndio. A avaliação total dosprejuízos ainda não foi feita, porque a fumaça e os ventos deaté 120 quilômetros por hora prejudicam os levantamentosaéreos. As autoridades reservaram um estádio de futebol de SanDiego para os evacuados, e cerca de 5.000 pessoas haviamaparecido ali até às 9h de segunda-feira. Um centro deexposições perto dali foi preparado para receber cavalos eoutros animais afetados. Um incêndio na sofisticada localidade à beira-mar de Malibufoi contido depois de queimar quase mil hectares de terras edez edifícios, inclusive a réplica de um castelo e uma igreja. Um novo foco, possivelmente provocado pela queda de torresde energia, começou perto da localidade montanhosa de LakeArrowhead. Aviões-tanque foram enviados para proteger as casasem áreas inacessíveis para caminhões. "Nossos bravos bombeiros estaduais, locais e federais estãocombatendo as chamas nas últimas 24 horas e estão fazendo umtrabalho extraordinário", disse Schwarzenegger. Cerca de 10 mil bombeiros estão trabalhando, com recursosaquém do necessário, e outros estão chegando do norte daCalifórnia. As autoridades já pediram ajuda aos colegas deNevada e Arizona. No Condado de Orange, o chefe dos bombeiros Chip Pratherdisse que um grande incêndio que ameaça a cidade de Irvine foiiniciado de forma proposital. Na segunda-feira, a previsão era de que o vento, conhecidona região como Santa Ana, chegasse a 145 quilômetros por hora,com temperaturas de até 32 graus Celsius. Este é o ano maisseco já registrado no sul da Califórnia, com precipitaçõesequivalentes a apenas um quinto do normal. (Colaboraram Dana Ford em Malibu, Steve Gorman em LosAngeles e Ned Randolph em San Diego) REUTERS ES

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.