Juiz decide processar O.J. Simpson por assalto em Las Vegas

Decisão foi tomada após cúmplices afirmarem que ex-jogador mandou eles usarem armas no roubo

Efe,

15 de novembro de 2007 | 00h55

Um juiz americano ordenou nesta quarta-feira, 14, que o ex-astro do futebol americano O.J. Simpson seja processado pela acusação de assalto a mão armada em um hotel da cidade de Las Vegas, este ano. Segundo os promotores, Simpson chegou ao Hotel Palace Station acompanhado por cinco homens para cometer um assalto, no dia 13 de setembro. Fontes judiciais disseram que o juiz Joe Bonaventura tomou a decisão depois de dois dos homens que acompanharam Simpson no assalto afirmarem que o ex-jogador mandou que fossem armados, para demonstrar que era "coisa séria". O objetivo do assalto era recuperar objetos ligados a proezas de Simpson pela Liga Nacional de Futebol Americano (NFL, sigla em inglês). Walter Alexander e Charles McClinton admitiram que, inicialmente, Simpson disse que não era necessário usar as pistolas contra os vendedores de produtos esportivos que estavam dentro do quarto. Os dois se apresentaram como testemunhas de acusação, com a promessa de que sua pena seria reduzida. Os advogados de Simpson, de 60 anos, tinham pedido que o juiz anulasse as acusações. Eles argumentavam que o ex-jogador de futebol americano tinha ido ao hotel apenas para recuperar objetos que lhe pertenciam e não estava portando armas.

Tudo o que sabemos sobre:
Las VegasO.J. Simpson

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.