Lava de vulcão no Havaí atinge propriedade e ameaça dezenas de outras

Um rio de lava derretida expelida por um vulcão em erupção invadiu uma propriedade residencial na ilha principal do Havaí, ameaçando dezenas de outras casas e comércios, disseram as autoridades.

KARIN STANTON, REUTERS

29 de outubro de 2014 | 10h49

A lava do vulcão Kilauea tem avançado em direção à cidade de Pahoa há semanas, com velocidade média em torno de 13,7 metros por hora.

Em sua passagem, a lava incinerou um edifício abandonado na terça-feira e uma de suas ramificações seguia em direção a uma casa que foi desocupada diante do perigo de ser destruída, disse Darryl Oliveira, diretor da Defesa Civil do condado do Havaí.

O Observatório Vulcânico do Serviço Geológico dos Estados Unidos disse que a lava está caminho através de propriedades particulares enquanto a sua borda frontal se estreitava para cerca de 50 metros.

Moradores de cerca de 50 casas no caminho projetado para a lava foram alertados a se prepararem para deixarem suas casas, e muitos começaram a lentamente esvaziarem suas propriedades.

A atual erupção do Kilauea começou em 1983 e sua atividade mais recente é uma ramificação de um fluxo iniciado em 27 de junho a partir da abertura chamada Pu'u O'o. Esse fluxo chegou a ficar parado em setembro, mas voltou a se movimentar há algumas semanas, atravessando uma estrada, soterrando um cemitério e causando explosões de metano.

As autoridades vão alertar, mas não forçar, os moradores e donos de negócios no caminho da lava a deixarem suas propriedades quando isso se tornar necessário, disse Oliveira. A Guarda Nacional está de prontidão para garantir a segurança contra possíveis saques.

Autoridades educacionais disseram que fechariam uma escola primária sob perigo nesta quarta-feira e outras quatro escolas na quinta.

Equipes têm construído estradas de acesso temporárias e tentado proteger uma autoestrada usada por até 10 mil carros por dia.

A lava do Kilauea destruiu mais de 180 casas entre 1983 e 1990, mas nenhuma havia sido destruída desde 2012.

A temperatura da lava derretida pode exceder os 900 graus Celsius, de acordo com o Serviço Geológico dos EUA.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAHAVAILAVA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.