Líbia deve pôr fim à violência contra manifestantes, diz Hillary

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, disse na terça-feira que a Líbia deve pôr fim à violência contra manifestantes que lutam pelo fim dos 41 anos de governo de Muammar Gaddafi.

REUTERS

22 de fevereiro de 2011 | 17h10

Ela acrescentou que os Estados Unidos tomarão "medidas adequadas" no tempo certo.

"Na medida em que entendemos melhor o que realmente está acontecendo --porque você sabe, claro, que a comunicação tem sido efetivamente desligada e estamos tentando juntar o máximo de informação possível-- tomaremos medidas adequadas em linha com nossas políticas, nossos valores e nossas leis", disse ela a repórteres.

"Mas vamos ter que trabalhar em conjunto com a comunidade internacional", acrescentou.

Tudo o que sabemos sobre:
EUALIBIAHILLARY*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.