Líder do Partido Democrata no Arkansas morre após ser baleado

Bill Gwatney foi atingido em tiroteio na sede da legenda em Little Rock; atirador foi morto pela polícia

Reuters e AP,

13 de agosto de 2008 | 18h30

O líder do Partido Democrata no Arkansas morreu nesta quarta-feira, 13, horas depois de ser baleado, de acordo com um comunicado do ex-presidente Bill Clinton e sua esposa, a senadora Hillary, informou a rede CNN. Bill Gwatney foi atingido em um tiroteio na sede da legenda em Little Rock.   Veja também: Presidente do Partido Democrata no Arkansas é baleado   Segundo a polícia, o agressor dirigia uma caminhonete e foi baleado por policiais depois de uma perseguição em alta velocidade. Ele foi levado para o hospital, mas acabou morrendo, de acordo com a CNN.   Por enquanto se desconhece a identidade e os motivos do atirador, que segundo testemunhas tem cerca de 40 anos. "As testemunhas disseram que o suspeito pediu para ver o presidente do partido, entrou no edifício e, pouco depois, foram ouvidos três tiros", afirmou o Canal 7 de Little Rock.   O tenente Terry Hastings confirmou que o suspeito foi interceptado em Grant County, aproximadamente 40 quilômetros ao sul de Little Rock, e que foi alvejado pelas autoridades. Hastings informou que Gwatney havia dado entrada no hospital em estado "crítico."

Tudo o que sabemos sobre:
Partido DemocrataBill Gwatney

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.