Líderes da Força Aérea americana são demitidos, diz oficial

Robert Gates demite secretário e chefe do Estado-maior após uma série de erros na segurança nuclear

Reuters,

05 de junho de 2008 | 16h01

Dois líderes da Força Aérea dos Estados Unidos foram demitidos pelo secretário da Defesa Robert Gates em meio a tensões com o Pentágono e uma série de erros envolvendo a segurança nuclear, informou um alto militar nesta quinta-feira, 5. O secretário da Força Aérea, Michael Wynne, e o chefe do Estado-Maior, Michael Moseley ,"estão deixando" o cargo, disse o oficial, que não quis discutir as razões dadas para as renúncias.  Uma fonte no Congresso, que foi informada sobre a questão, disse que "há uma falta de responsabilidade preocupante". A porta-voz da Força Aérea, Brenda Campbell, disse ela não poderia confirmar ou negar a informação imediatamente.  As demissões são anunciadas depois uma tensão crescente entre as lideranças militares e Gates. O último impasse parece ter sido um reporte de um almirante do Exército sobre armas nucleares, que foi altamente criticado pelas Força Aérea. Em março, o Pentágono admitiu que enviou erroneamente peças de quatro mísseis nucleares a Taiwan em 2006. Foi a segunda remessa errada de um equipamento nuclear. Em 2007, um bombardeiro transportou mísseis erroneamente pelos Estados Unidos. 

Tudo o que sabemos sobre:
Força AéreaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.