Mãe americana forjou acidente após matar filhos, diz polícia dos EUA

Mulher de 29 anos admitiu ter sufocado seus dois bebês, um de dois anos e outro de 18 meses

REUTERS

17 de agosto de 2010 | 19h00

Uma mãe da Carolina do Sul foi indiciada por homicídio nesta terça-feira, 16, após admitir que sufocou seus dois filhos bebês antes de prendê-los ao cinto de segurança do carro e jogar o veículo em um rio, para fingir que as crianças haviam morrido em um acidente, segundo o xerife do condado de Orangeburg, Larry Williams.

Shaquan Duley, de 29 anos, deve ser formalmente denunciada na quarta-feira pela morte dos filhos Devean, de 2 anos, e Ja'van, de 18 meses.

"Ela era uma mãe desempregada. Não tinha meios de cuidar dos seus filhos", disse Williams. "A responsabilidade de ser mãe era um pouco demais para ela. Ela estava vivendo com sua mãe. Acho que estava farta de a mãe dizer que ela não conseguia tomar conta dos filhos, ou que não estava tomando conta dos filhos. Ela só queria se livrar."

O xerife relatou que Duley se hospedou num hotel após uma briga com a mãe, e passeou com os filhos mortos antes de jogar o carro num rio. "As crianças estavam mortas quando foram colocadas na água. Ao levá-las para o rio, ela acreditou que poderia encenar um acidente."

Williams disse que a mulher despertou suspeitas porque não havia marcas de derrapagem no local, as roupas dela estavam secas, e ela estava muito calma. "Ela não demonstrava nenhum remorso", afirmou ele. A acusada tem também uma filha de 5 anos, que está ilesa.

Em 1994, também na Carolina do Sul, uma mulher chamada Susan Smith foi presa pela morte dos filhos Michael, de 3 anos, e Alexander, de 14 meses. Inicialmente, ela disse que um estranho havia sequestrado o carro com as crianças, desencadeando uma grande operação policial. Cerca de uma semana depois, o carro foi achado no fundo de um lago, com os corpos das duas crianças dentro. Smith foi condenada a prisão perpétua.

(Reportagem de Harriet McCleod)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAinfanticídiobebêassassinato

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.